Activision Blizzard bloqueia vendas de jogos na Rússia e triplica doações de funcionários


A Activision Blizzard anunciou que irá bloquear a venda de todos os seus produtos no mercado russo. A editora de Call of Duty está suspendendo todas as vendas de seus jogos na Rússia e triplicando as doações de funcionários para organizações de ajuda na Ucrânia.

Em um comunicado publicado hoje à imprensa, o presidente e COO da Activision Blizzard, Daniel Alegre, confirmou que a editora “suspenderá novas vendas de e em nossos jogos na Rússia” à medida que o conflito na Ucrânia continua. “Continuaremos procurando maneiras de apoiar o povo ucraniano”, diz Alegre. “Quero garantir a vocês que a segurança de nossos funcionários é a principal prioridade de nossa equipe de liderança. Estamos fazendo tudo o que podemos para ajudar os funcionários e suas famílias, que são diretamente afetados por essa tragédia”.

Daniel Alegre também diz que a Activision Blizzard está “expandindo doações de funcionários 2: 1 para organizações que prestam socorro imediato na região” e diz que esse esforço arrecadou “mais de US$ 300.000” para caridade. “Apoiamos o povo ucraniano”, acrescenta Alegre, “e forneceremos atualizações sobre qualquer nova ação que tomarmos à medida que esta crise continuar se desenrolando”.

Existem várias empresas que estão tomando medidas contra o mercado russo, começando com a CD Projekt que bloqueou a venda de jogos na Rússia e na Bielorrússia, incluindo o GOG. A EA também se retirou do mercado russo.

 

Fonte