Bethesda removeu Denuvo do ‘Wolfenstein: Youngblood’


A Bethesda lançou uma atualização para Wolfenstein: Youngblood para remover o Denuvo, o infame sistema anti-pirataria acusado por muitos de comprometer o desempenho dos jogos que o utilizam.

Wolfenstein: Youngblood está disponível desde 2019, então levou três anos para o jogo ser limpo. Em janeiro de 2020, foi publicado um patch para adicionar suporte a DLSS e Ray Tracing, mas em geral o jogo MachineGames não recebeu muita atenção, provavelmente devido às vendas não exatamente empolgantes, devido à grande mudança de estrutura em relação aos Wolfensteins anteriores.

Dezenove anos após os eventos de Wolfenstein II, BJ Blazkowicz desapareceu em Paris após uma missão contra os nazistas. Depois de anos de treinamento duro com seu pai, as filhas gêmeas de BJ, Jess e Soph Blazkowicz, devem entrar em ação.

Junte-se a um amigo ou jogue sozinho. Suba de nível, explore e complete missões para desbloquear novas habilidades, armas, gadgets, cosméticos e muito mais para moldar seu estilo de jogo e personalizar sua aparência.

Wolfenstein: Youngblood oferece a experiência mais aberta da história de Wolfenstein. A partir de uma nova base de operações nas catacumbas parisienses, planeje como e quando atacar para derrubar o regime nazista.

Então no PC agora fica a dica para utilizá-lo com um provável melhor desempenho, e caso você ainda não tenha jogado a saga Wolfenstein saibam que está disponível no Xbox Game Pass e vale muito a pena.

Fonte