Electronic Arts acredita que Halo Infinite é parcialmente culpado pelo fracasso de Battlefield 2042


Não é segredo que Battlefield 2042 está com um número muito baixo de jogadores simultâneos. Mas o que trouxe o jogo DICE a este ponto? Os responsáveis ​​têm algumas teorias. Nesse sentido, soubemos agora que a Electronic Arts acredita que Halo Infinite é parcialmente culpado pelo fracasso de Battlefield 2042, como Laura Miele, chefe de estúdios da EA, expressou em uma reunião com os pesos pesados ​​da empresa norte-americana, que aconteceu para encontrar respostas para o lançamento caótico de Battlefield 2042.

O jornalista Tom Henderson conseguiu acessar exclusivamente a esta informação e o portal Xfire disponibiliza algumas frases interessantes sobre as conclusões que a Electronic Arts tirou a este respeito. “Não conseguimos corresponder às expectativas dos nossos jogadores e, obviamente, também às nossas”, disse Miele. Para Miele não há dúvida de que o grande número de bugs e problemas técnicos presentes no Battlefield 2042 tem sido o principal problema, mas ele também acredita que Halo Infinite foi parcialmente responsável pelo fracasso do shooter DICE.

Miele reconhece que a estreia do multiplayer gratuito de Halo Infinite os pegou de surpresa e jogou contra eles, já que o título 343 Industries oferecia uma experiência muito mais polida do que Battlefield 2042, cheia de erros. Por fim, a Electronic Arts reduz a três os pontos em que falhou e que espera não repetir no futuro: bugs e desempenho, design do jogo e escolhas de recursos e que o jogo não foi ajustado às expectativas dos fãs. A realocação de Vince Zampella da Respawn Entertainment como o novo chefe da franquia Battlefield foi o primeiro movimento da empresa americana para endireitar um de seus carros-chefe.

Fonte