Microsoft e Activision Blizzard: FTC exige documentos adicionais para aquisição


A Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC) está conduzindo sua investigação sobre a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft e, entre outras coisas, solicitou recentemente alguns documentos adicionais às empresas, demonstrando como o procedimento está progredindo.

Vimos que a manobra de aquisição será analisada pela FTC, que é padrão para um movimento deste porte, mas começam a aparecer algumas atualizações iniciais, em particular com este pedido de documentos adicionais realizado pelo comissário. Conforme relatado pela WCCFtech, a Activision Blizzard e a Microsoft receberam uma solicitação de informações e documentos adicionais enquanto analisavam a transação.

“O efeito da segunda solicitação é estender o período de espera imposto pela Ação HSR até o 30º dia após a Activision Blizzard e a Microsoft terem atendido à solicitação, a menos que esse período seja reduzido pela própria FTC ou quaisquer acordos entre as partes”.

Isso pode levar a um maior alongamento dos prazos técnicos para a revisão da aquisição e, portanto, também da conclusão da própria manobra, que já promete ser bastante extensa. Como se trata de uma aquisição de quase US$ 70 bilhões pela Microsoft, fica claro que as agências governamentais dos EUA precisam analisar o assunto com cuidado.

Vimos também como o FTC se tornou recentemente mais rigoroso com os controles e requisitos para realizar operações desse tipo, entre outras coisas com o caso anterior da falha na aquisição da ARM pela Nvidia , que segundo alguns poderia provar a dificuldade de a operação da Microsoft, mesmo que muitos analistas argumentem que o caso é muito diferente, já que esta última, na frente dos videogames, está longe de ser uma posição de monopólio.

Lembramos que está uma das maiores compra da história, e é mais do que normal passar por várias fases até que seja deferida, o que possivelmente deverá ocorrer só no próximo ano.

Fonte