Microsoft e Activision Blizzard: um acionista que é contra a aquisição entra na justiça


A aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft parece ser bem recebida e até esperada por todos os acionistas da editora, mas aparentemente há alguém que não pensa desta forma e decidiu tomar medidas judiciais contra a editora para bloquear a compra.

Este é Kyle Watson, que deu uma procuração a seus advogados para tomar medidas contra a Activision Blizzard, acusando o conselho de administração de ter aceitado a aquisição apenas para ganho próprio. Segundo Watson, a aquisição não teria sido decidida “no melhor interesse de toda a empresa”, mas teria sido escolhida pelos membros do conselho para “garantir os importantes benefícios “.

De fato, o “paraquedas de ouro” que o CEO Bobby Kotick teria preparado na perspectiva de ter que abandonar o papel de liderança da Activision Blizzard seguindo a empresa, no valor de cerca de 15 milhões de dólares, poderia fazer a acusação de Watson, embora existam muitos outros parâmetros a considerar.

Por outro lado, a maioria dos acionistas concorda com a compra, dada também a maior estabilidade econômica e administrativa que derivaria da aquisição pela Microsoft, considerando que, no momento, a Activision Blizzard não navega muito bem e não está sendo muito bem administrada.

A editora respondeu oficialmente à acusação com total discordância: “Negamos todas as alegações e mal podemos esperar para apresentar nossa defesa ao tribunal”, respondeu o conselho. Por outro lado, tal acusação apresentada por um único acionista de uma grande empresa provavelmente será destruída. De qualquer forma, lembramos que a aquisição está sendo analisada pela FTC nos EUA.

 

Fonte